quinta-feira, 30 de abril de 2009

O Zen e a arte de Farofar

Farofa: Espécie de prato brasileiro feito à base de farinha de mandioca escaldada na gordura. Bazófia, pretensão, jactância.

Aprendi em pouco tempo que uma volta à etimologia das palavras não só enriquece o tema que queremos discutir, como põe um ponto final em outras discussões que podem surgir dela sem nada acrescentar.

Exemplo disto é o uso frequente da palavra "Trem" pelos Mineiros, significando "Coisa". Uma breve conferida no pai dos burros confirma que Trem, além de veículo de vagões, também tem esse significado. Trem doido, sô!
Mas e a farofa? Calma, eu chego lá...

Em Minas Gerais, ou em todo o território Tupiniquim a Farofa é uma constante. Combina com pimenta, com feijão... E é de fácil preparo.

Mas de onde diabos surgiu os termos Metal Farofa, farofeiro, farofada e etc?
Será que é um estilo musical escaldado em banha, e o outro um grupo seleto de suburbanos que cultivam mandioca?

Bem, eu gosto de me considerar um cientista do besteirol, então vou demonstrando exemplos de cada um para chegarmos à conclusão.

Metal Farofa:

REO Speedwagon, Poison, Ratt, Cinderella, Whitesnake, Mötley Crue, Bon Jovi, Asia... Os exemplos são os mais variados (e porpurinados) que se possa imaginar! O que eles tem em comum? O GLAM!
Nunca achei a farofa diária, junto com arroz e feijão, uma coisa exatamente Glamourosa, mas aqui a farofa toma seu significado pouco conhecido - Jactância, exagero, excesso.

Amigo meu e xará, Pedrinho C., nasceu nesta época abençoada pela falta de senso crítico e pelo abuso do neon e dos paetês, e ele é até hoje (ai jesus...) um defensor do Hair Power. A melação de cueca da década de oitenta vai além... Podemos ver que estes grupos de Metal do Exagero gostam de levar as coisas às últimas consequências, ameaçando a organização do estado democrático e os bons costumes (Há!) ao vestirem-se feito mulher, serem excessivamente garanhões, e cheirarem jactâncias de cocaína.
Brincadeiras à parte, esse estilo musical liderado por Brett Michaels se aproxima do alimento farelento brasuca por ser exagerado, excessivo, ridiculamente abusivo.

Farofeiros:

E os Farofeiros, doutor? Bom, estes são um verdadeiro mistério! Acho que dizer que são representantes da Bazófia (seja lá o que for isso) e da pretensão é o chute mais próximo do correto.

Quem nunca viu aquele grupo familiar distintamente uniformizado de camisa floral, chinelão, chapéu de pescador, um quilo de protetor solar e potes de comidas à base de ovo de codorna e maionese, sentado na praia, achando que está abafando?
Pura pretensão! Pura falta de senso!

Então, pra concluir essa discussão, digo o seguinte: Estamos diante da falta de critério quando chamamos algo de farofa, farofeiro, farofada ou enfarofado. Seja melando a cueca dos rapazes e a calcinha das meninas na década de oitenta, seja comendo pastel de queijo na praia e bebendo Bavária, seja aproveitando uma tarde quente de quinta feira degustando uma farinha de mandioca escaldada na gordura.

E nas palavras de Sepultura e Carlinhos Brown, em Rathamahatta...

"Farofa, Mocada Fubanga, PORRA!"

P.S.: Segue um link de Metal Farofa, com torresmo, Bavária, purpurina, paetês e muito sintetizador:
http://www.youtube.com/watch?v=nANoJ__BMmU&feature=related

13 comentários:

Léu disse...

Metal farofa não é abusivo nem exagerado como a farofa, huahuahua, é simplesmente puro glam!

AWAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAY!!!

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Joo disse...

E só tenho uma coisa a dizer: ainda bem que eu só tinha 5 anso quando a década de 80 passou!
Fiquei com nojo desse história de melara a calcinh aí.. Ergh!

sam disse...

reel big fish num é ska?? =)

Pedro Ribeiro disse...

Pô, pode até ser que seja. Não conheço essa banda... Mas saca a foto farofada lá, dá quase pra ouvir o som de bateria eletrônica, o sintetizador, e o solo meloso de guitarra. Fora que a menina na foto parece aquela mocinha que canta "physical, physical. I wanna get physical"

Marcela disse...

Um mineiro falando de praia pff

Bianca Ferreira disse...

No final, o que interessa é que Metal farofa é o que há!!!
Adorei o post!!!

Reverendo John Black disse...

Vai uma farofa de frango aí?

Jam disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Joanna disse...

Nessa de conferir o pai dos burros vc aprendeu "jactância" e resolveu usar indiscriminadamente para enriquecer (?!) o seu vocabulário, né? Anh...
Escreve mui bien.

Pedro Ribeiro Nogueira disse...

Jactância = Estância da Jaca?

Gabyzóide disse...

Putz Pedroka adorei o post!!!!
E Metal farofa é doidera! Huahuahau

David Alves disse...

Pedrinho defensor?!
Pq vc ainda n viu ele cantando!
Ele ainda tah nessa epoca!
uhasuhsauhsauh
Canta muito bem por sinal!

Pedro Ribeiro Nogueira disse...

Claro que já vi ele cantando sim.
E sim, canta bem ele.